Notícias Notícias

Abertas as inscrições para Prêmio Gilberto Velho Mídia e Drogas 2015

20.07.15 | Notícias

Objetivo é estimular reportagens sobre políticas públicas e legislação; candidatos podem inscrever reportagens até 16 de outubro

A partir desta segunda-feira, dia 20, estão abertas as inscrições para o Prêmio Gilberto Velho Mídia e Drogas 2015. Esta é a segunda edição do Prêmio, que pretende estimular o debate público sobre políticas e legislação relacionadas às drogas. Os interessados podem inscrever reportagens feitas para mídia impressa ou internet do Brasil através do site até o dia 16 de outubro. Serão aceitas reportagens publicadas entre 24 de outubro de 2014 e 16 de outubro de 2015.

Primeira premiação jornalística dedicada ao tema no Brasil, o prêmio quer valorizar reportagens que demonstrem apuro, abrangência, capacidade investigativa e originalidade na abordagem das drogas e dos seus impactos sobre a sociedade, além da legislação e políticas relacionadas ao tema. Serão conferidos dois prêmios pecuniários: um, de R$ 7 mil; e outro, de R$ 3 mil, além de menções honrosas.

Em 2014, os vencedores da primeira edição do prêmio foram o jornalista Tarso Araujo, primeiro colocado, pelas reportagens “O Começo do Fim” e “Tarja Verde”, publicadas pela revista Superinteressante, e por seu trabalho dedicado a promover a discussão sobre políticas de drogas no Brasil. O segundo lugar ficou com o jornalista Emiliano Urbim, pela reportagem “Médicos sem Fronteiras”, publicada pela revista O Globo. O jornalista Denis Burgierman recebeu uma menção honrosa, pela reportagem “Crack – Tudo o que sabíamos sobre ele estava errado”, também publicada pela Superinteressante.

O Prêmio é uma realização do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), da Universidade Candido Mendes, e integra um projeto amplo, desenvolvido com o apoio da Open Society Foundations, dedicado a estimular a discussão sobre o tema das drogas no país. A iniciativa tem apoio da Abraji e homenageia o antropólogo Gilberto Velho (1945-2012), pioneiro da Antropologia Social, decano da Universidade Federal do Rio de Janeiro e um dos primeiros a propor a discussão sobre a regulação das drogas no Brasil.

Na seleção dos premiados para primeiro, segundo lugar e menção honrosa, o júri levará em conta:

  • O ineditismo das informações divulgadas;
  • A compilação de fatos, exemplos e dados que contribuam para desafiar ideias pré-concebidas em relação ao tema das drogas;
  • Abordagens que demonstrem a relação entre direitos humanos e políticas de drogas;
  • A diversidade de fontes e ângulos na interpretação dos dados e na análise dos temas tratados;
  • A qualidade do texto e sua capacidade de comunicar ao leitor reflexões críticas e visões inovadoras sobre as políticas públicas e legislação na área de drogas no Brasil.

Criado em 2010, o CESeC se dedica à produção de análises e dados relacionados à criminalidade e segurança pública. O Centro desenvolve pesquisas aplicadas, consultorias, monitoramento de projetos de intervenção, fóruns, seminários, e atividades de ensino, capacitação e difusão de informações nas áreas de segurança, justiça, sistema penitenciário e prevenção da violência.

Coordenação

Julita Lemgruber
Anabela Paiva

Contato

Para dúvidas sobre o Prêmio e contato com a equipe, escreva para: contato@premiogilbertovelho.com.br

Em caso de dificuldades com a inscrição online, envie email para: inscrição@premiogilbertovelho.com.br

Informações à imprensa:
Daniella Vianna
daniella@ucamcesec.com.br
(21) 2531-2033/ 2232-0007